Cartilha dá dicas para quem quer criar tenébrio

01/jun/2021
Tempo de leitura: 3 min..

Cartilha dá dicas para quem criar tenébrio
Reportagem GloboRural

A Associação Brasileira de Criadores de Insetos tem uma cartilha que traz dicas para quem quer começar a criar o tenébrio. 

Quando adulto, ele vira um besouro. E as suas larvas são ricas em proteínas e usadas na alimentação de animais.

Baixe a cartilha aqui
 

Conheça o tenébrio, inseto que pode ser uma fonte de proteína em rações animais e suplementos

Muito usado na alimentação de aves de cativeiro, rãs e sapos, bichinho já virou até chocolate para consumo humano e, segundo pesquisadora, é rico em ômega 3 e 6.

Já ouviu falar no tenébrio? É um besourinho que faz parte da ordem coleóptera e, apesar de pouco conhecido, é um dos insetos com maior produção comercial no Brasil.

O seu maior mercado está na alimentação de animais. Suas larvas viram comida para aves de cativeiro, rãs, sapos, que, atualmente, estão em falta no mercado e chegam a custar mais de R$ 500 em vendas diretas pela internet.

Além deste uso, pesquisas estão desenvolvendo outros produtos com o tenébrio, como ração animal, suplementos e biofilmes. E tem até quem já desenvolveu um chocolate com o bichinho, voltado para o consumo humano.

Suplemento

A farmacêutica e pesquisadora Maria Lúcia Cocato e o físico Jorge Sarkis estudaram o valor nutricional do tenébrio e, com ele, desenvolveram, um suplemento que aguarda reconhecimento de patente.

O inseto tem um teor proteico que passa de 50%, podendo substituir, por exemplo, a farinha de peixe.

"O tenébrio (...) ele é muito rico em proteínas com alto valor biológico, de alta qualidade. Ele é muito rico em gorduras também", diz Maria Lúcia, acrescentando que o inseto contém quantidades importantes de ômega 3 e 6.

Em uma pequena criação em São Paulo, os dois pesquisadores preparam larvas para virar farinha. Elas são colocadas em um congelador para que o seu metabolismo seja reduzido até a morte. Depois disso, vão para o cozimento e desidratação e, em seguida, processadas para virar farinha.

"Esse pozinho branco é o nosso segredo industrial dentro desse desenvolvimento tecnológico. Na verdade, eu tenho a farinha do tenébrio misturada a esse pozinho que é um componente natural e vai aumentar a absorção de nutrientes que já têm naturalmente no tenébrio", afirma a pesquisadora.

Segundo Sarkis, a próxima etapa do estudo será avaliar o impacto do suplemento em um rebanho suíno e em um criatório de tilápias.

Chocolate

Tem também quem utilize o tenébrio na alimentação humana. É o caso do Casé Oliveira, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Insetos. "Nós chamamos de super alimento", diz ele sobre o tenébrio.

Com o bichinho, ele já desenvolveu um chocolate. "Esse produto aqui é um choconebrio, que tem 48% de proteína. Geralmente em um chocolate não tem proteína. Então acaba criando um alimento funcional", afirma Casé.

Recentemente, a Agência Europeia de Segurança Alimentar liberou o consumo do tenébrio para humanos.

Leia a Matéria completa no Globo Rural

Compartilhe nas redes sociais!!

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

map-markercross