Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Região de Ribeirão Preto pode ser o “Vale do Silício” do pré-sal

Consultor afirma que prestação de serviços, indústrias de peças e equipamentos, centros logísticos e biocombustíveis são oportunidades de negócios para o interior

O engenheiro Ricardo Salomão, especialista no setor de petróleo e gás, afirma que os centros de excelência educacional e a qualidade dos serviços prestados por empresas de vários setores podem se converter em oportunidades de negócios para o interior durante a exploração do pré-sal.

“A existência de boas escolas em todos os níveis posiciona o interior de São Paulo como um ‘Vale do Silício’, em termos de prestação de serviços em geral. E a exploração do pré-sal demanda serviços de todos os tipos, muitos dos quais podem ser prestados à distância, a posição geográfica do prestador não diminui suas chances de concorrer”, explica. O Vale do Silício é uma região da Califórnia, nos Estados Unidos, que desde os anos de 1950 recebeu empresas com o objetivo de gerar inovações científicas e tecnológicas.

Salomão vai ministrar palestra na Associação de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Ribeirão Preto (AEAARP) na terça-feira (19 de agosto) sob o tema “Perspectivas e oportunidades do mercado de óleo, gás, biocombustíveis e energia”. Ele é diretor do Grupo Cronus Empresas. Foi gerente da Universidade Petrobras, diretor da Transportadora Associada de Gás (TAG), da Transportadora Brasileira do Gasoduto Brasil Bolívia (TBG), com sólida carreira desenvolvida em várias áreas da Petrobras e Transpetro (engenharia, manutenção, fusões e aquisições e no setor naval).

Em sua avaliação, os biocombustíveis têm chance de se posicionarem no mercado, mesmo no cenário em que tudo parece convergir para os combustíveis fósseis. “O segmento de biocombustíveis constitui-se em um negócio à parte dentro da indústria de energia. Partindo do etanol (de onde tudo se originou) até o biodiesel (o qual pode ser obtido de várias fontes renováveis), este segmento evoluiu muito e, atualmente, pode-se dizer que representa uma rota de negócios extremamente atraente, interna e externamente, principalmente pelo seu perfil de sustentabilidade”, avalia.

Para o desenvolvimento econômico do país, Salomão afirma que “infelizmente a engenharia brasileira vem se deparando com problemas que passaram a ser estruturais”. Um deles é a pouca participação em projetos de plantas industriais. “A grande maioria dos projetos são importados, sem transferência de tecnologia”, explica. Outra questão que ele também vai abordar na palestra refere-se à qualificação profissional. “O problema se agravou na medida em que há um número cada vez mais frequente de lacunas deixadas pela educação formal nos ensinos fundamental e médio, particularmente nas disciplinas de Português, Matemática e Ciências, que dificultam até mesmo a própria capacitação interna nas empresas”, explica.

Serviço

Palestra “Perspectivas e oportunidades do mercado de óleo, gás, biocombustíveis e energia” – Ricardo Salomão

Data: 19 de agosto

Horário: 19h30

Local: AEAARP (Rua João Penteado, 2.237)

Entrada gratuita

 

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Home | Institucional | História | Diretoria | Estatuto | Palavra Presidente | Vídeos Institucional | Vídeos | Localização | Sala de Imprensa | Galeria de Fotos | Fale Conosco | Associados | ART
Locação Espaços | Convênios | Eventos | Empregos | Canal do Associado | Honorários | Biblioteca | Editais | Links | Almanaque | Revista Painel
Rua João Penteado, 2237 - Tel: 16 2102-1700 - Fax: 16 2102-1717
AEAARP © 2017. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Hpinternet.